Carregando
Acolher o eu-caleidoscópio promove saúde emocional

Acolher o eu-caleidoscópio promove saúde emocional

curso_set_site_3Nos dias 14, 21 e 28 de agosto, a Bororó25 promoveu o curso “Você é emocionalmente saudável?” Com o aprendizado da base conceitual de Curação e exercícios práticos, o grupo entendeu que, em muitos momentos do viver, usamos atalhos para tentar minimizar ou evitar a dor que sentimos. Um dos atalhos preferencialmente utilizados é a transformação da dor em sofrimento. É fundamental que saibamos acolher o que para nós se apresenta para podermos evitar o surgimento da dor diante de alguns destes fatos.

É importante saber que a energia gasta na contrariedade e no sofrimento, o ódio despendido contra as “injustiças” de nossas vidas e a condição de “vítimas do destino”, não tem outro endereço senão nós próprios. Os fatos acontecem o tempo todo e a arte do viver saudável está em como interpretamos e lidamos com eles. (A vida como ela é, p.111).

Quando nos comportamos de forma sempre igual, pautados nos valores da sociedade, tentando ser quem não somos, por esta ou aquela razão, a pressão emocional aumenta de tal forma que não resistimos. A dor que sentimos nos impele à ação. É o  “colapso do sistema operacional”. Para começar a trilhar o caminho da saúde, é fundamental a desconstrução da tirania da felicidade sonhada e a construção de uma felicidade possível a cada momento da existência.

A construção do si-próprio exige da pessoa uma desconstrução permanente de todos os padrões de comportamentos, sentimentos e pensamentos que ela adquiriu na tentativa de agradar aos outros e que terminam desagradando-a de si. Não há qualquer problema em movimentar-se na tentativa de agradar aos outros, desde que este comportamento não traga um desconforto e uma desarmonia entre as versões do sujeito (ver mais em A felicidade possível, p. 43).curso_set_site_2

Saudáveis, somos sujeitos caleidoscópicos, com as mais variadas versões diante de cada fato do viver. E o mais importante neste processo de caleidoscopia é reconhecer que “quem estamos sendo” muda incessantemente na presença de cada fato de nossas vidas. Iniciamos uma conversa sendo um. Logo a seguir, frente à argumentação de alguém, percebemos que novos sentimentos e pensamentos surgem dentro de nós. E não mais somos aquele que fomos: somos quem estamos sendo. Logo depois, mais uma vez, deixaremos de ser. Assim, movimenta-se uma alma caleidoscópica, transformando-se na presença de cada pessoa, de cada fato que compõe o nosso viver (A felicidade possível, p.45).

Portanto, pode-se afirmar que o sujeito emocionalmente saudável é aquele que acolhe os fatos do seu viver, aceita e reconhece quem está sendo diante de cada fato, responsabiliza-se pelo seu próprio cuidado e sabe produzir boas escolhas para si.

Informações

Data do Evento 02/09/2013 - 02/09/2013
Duração h
Horário 19:00 - 22:00
Contato contato@bororo25.com.br
Telefones (51) 3346-6171 ou (51) 99692-8185

Inscrição

Este evento já foi encerrado